Ciro diz que Cid vai explicar viagem da sogra à Europa

 O deputado federal cearense Ciro Gomes (PSB) admite que pode até não se candidatar em 2010. Ele afirmou em Fortaleza, que pensa no futuro do Brasil e que "o mais difícil é aceitar o desafio de oferecer uma candidatura à presidência da República e viver todas as dificuldades que eu já vivi, como as desigualdades muitas vezes impostas pela condição da disputa. Então, se amanhã o meu papel for não ser nada, anote isso, é nada. Eu não vou ser nada", disse completando: "Eu compreendo que a imprensa brasileira tende a antecipar o cenário, mas eu já tenho uma experiência que não me recomenda dar passos, assim no escuro, tão grave".

Para 2008, Ciro elencou três critérios que serão adotados pelo PSB: candidatura própria, apoio a candidatos do PCdoB e do PDT, e apoio a candidatos da base aliada do presidente Lula. Sobre Fortaleza disse que vai apoiar a senadora Patrícia Saboya (PDT).

Sobre a viagem do governador Cid Gomes, seu irmão, à Europa no Carnaval, de jatinho fretado levando a sogra, a mulher e mais duas esposas de assessores, Ciro afirmou que o irmão vai se explicar: "Eu tenho razões de sobra para ter segurança absoluta, tanto do meu comportamento quanto do dele. Ele é capaz. Ele é maior, vacinado, decente, um grande líder político. Ele vai se explicar".(Da Agência Nordeste)

Publicado em: 24/04/2008