Justiça aceita rever orçamento para tribunais

 Representantes do Poder Judiciário que se reuniram hoje em Brasília aceitaram rever o orçamento deste ano para os Tribunais Superiores e o Tribunal de Justiça do Distrito Federal, desde que os próprios órgãos definam os cortes. Eles se comprometeram ainda a enviar à Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional até 31 de janeiro a proposta de readequação orçamentária para 2008.

O assunto foi discutido por cerca de 40 minutos pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Raphael Monteiro de Barros; o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Rider Nogueira de Britto; o desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) Lécio Resende e o vice-presidente do Superior Tribunal Militar (STM), José Coelho Ferreira.

A reunião ocorreu a portas fechadas e nenhum dos participantes falou com a imprensa. Em nota, o STF informa que eles foram unânimes em aceitar cortes, desde que as novas propostas de orçamento sejam feitas pelos próprios tribunais. De acordo com a Secretaria de Comunicação do STF, Ellen Gracie recomendou que os presidentes dos tribunais verifiquem quais projetos podem ser adiados ou terem o valor reduzido no orçamento de 2008. Do JB Online

Publicado em: 15/01/2008