Ministro: cortar emendas é ''sonho de consumo''

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou nesta quarta-feira que as emendas parlamentares também podem ser alvo dos cortes no Orçamento, principalmente as coletivas: "já falei qual é o meu sonho de consumo. E não é um desejo popular dentro do Congresso Nacional. Acho que deve se preservar as emendas individuais e suprimir todas as coletivas, as de bancadas".

Segundo o ministro do Planejamento, é interesse do governo preservar os recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), mas o presidente da Comissão Mista de Orçamento do Congresso, senador José Maranhão, não descarta cortes nas obras de infra-estrutura. "Dizer que não vamos tocar no PAC seria subordinar a decisão da comissão e do Congresso Nacional ao que, na visão do presidente Lula, se apresenta como um compromisso de honra. Vamos buscar o critério de cortes proporcionais", disse Maranhão. Do Portal Terra.

Publicado em: 09/01/2008