TV Clube atesta uso irregular de tempo a favor de João

Depois que a coligação "Recife cidade da gente" identificou o uso irregular do espaço de mídia pelo candidato a prefeito João Campos (PSB) e apresentar as provas à Justiça Eleitoral, a TV Clube reconheceu que houve erro. As irregularidades apontadas pela coligação liderada pela prefeiturável Marília Arraes (PT) ocorreram nos dias 10 e 11 de outubro deste ano. 

No dia 10, a Frente Popular do Recife, encabeçada por João, utilizou 360 segundos a mais (o equivalente a seis minutos) do que o permitido. No dia 11, foram mais 120 segundos (dois minutos) veiculados de maneira indevida, de acordo com a petista. 

"Acaso esta Justiça Eleitoral entenda que há medida a ser tomada para compensar as inserções veiculadas a maior do que o registrado no plano de mídia, a Representada (TV Clube) se coloca à disposição para tomar as medidas cabíveis à compensação – e aqui registra-se, de logo, que acredita que haverá certamente a anuência da Coligação Frente Popular do Recife, frise-se, já registrada em petição", escrevem os advogados da emissora de televisão. 

Apesar do reconhecimento do erro técnico admitido pela TV Clube, as investigações para descobrir os responsáveis pela irregularidade vão continuar, segundo a coligação da candidata petista.

Publicado em: 18/10/2020