Mendonça promete priorizar ensino integral

O candidato a prefeito do Recife pelo Democratas (DEM), Mendonça Filho, garantiu, hoje, que o ensino em tempo integral será uma de suas prioridades se assumir a Prefeitura a partir de 2021. Durante agenda de campanha na comunidades Alto do Rosário e Vila Boa Vista, ambas em Nova Descoberta, um dos bairros mais populosos da Zona Norte da capital pernambucana, ele ouviu de jovens estudantes pedidos de políticas educacionais que melhorem a oferta e qualidade do ensino público. 

Na comunidade Vila Boa Vista, o estudante Renan Victor Andrade, 17 anos, conversou com Mendonça Filho sobre as carências enfrentadas por ele e os amigos no acesso a uma educação eficiente. Ele também trabalha em uma empresa como assistente administrativo e desenvolve um trabalho social com a juventude do local. Sentados em uma escadaria, o jovem quis saber do candidato quais políticas públicas de educação ele pretende desenvolver, já que afirmou ter acompanhado a gestão do candidato no Ministério da Educação (MEC). 

“Sei que Mendonça fez um trabalho muito importante para melhorar o acesso à educação dos jovens em todo o Brasil e em Pernambuco. Agora, eu tive essa oportunidade de conversar com ele diretamente e mostrar nossas necessidades, pois aqui há muitos jovens que querem um futuro melhor. A gente deseja ter um ponto de internet gratuita na comunidade, faz muita falta, e também que ele dê atenção à qualidade do ensino, isso vai nos ajudar muito”, pediu Renan. 

Atento ao apelo, Mendonça Filho relembrou ao estudante o tempo em que passou no comando do MEC e assegurou que a educação dos jovens sempre será um dos principais eixos de sua gestão na Prefeitura do Recife, caso seja eleito. “No MEC, fortalecemos o ensino público com muitas ações e projetos, como a Política de Educação Conectada e o Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. O meu compromisso é cada vez mais continuar investindo em educação de qualidade para que os jovens das comunidades carentes do Recife tenham oportunidades no mercado de trabalho e um futuro melhor”, afirmou o democrata.

As queixas dos moradores se estenderam a outros temas, como melhoria do sistema de saúde, cujo posto de atendimento mais próximo frequentemente está fechado por falta de médicos e assistentes, limpeza do canal para o escoamento do esgoto, pavimentação de ruas importantes que ligam a localidade à principal via de acesso a Nova Descoberta. Além disso, a falta de escadarias e muros de contenção, bem como o esgoto a céu aberto e habitações em situação de risco também foram abordados durante a agenda.  

Caminhando entre os morros da comunidade Vila Boa Vista, Mendonça Filho conversou com vários moradores cujas casas ficam próximas a encostas. Os relatos da negligência da atual gestão municipal quanto à proteção das famílias que moram nesses pontos, uma ameaça constante no período chuvoso, foram unânimes: "A gestão de Geraldo Júlio, que há oito anos governa o Recife, esqueceu essas comunidades, que ficaram orfãs de segurança", reclamou um morador 

A doméstica Leda Santana, 51 anos, mãe de seis filhos e avó de três netos, que há 32 anos mora em uma casa cujo terreno não está regularizado, resultado de inúmeras invasões ao longo dos anos, no Alto do Rosário. Para ganhar dinheiro, Dona Leda realiza um bazar de roupas na entrada da residência. A placa de improviso, pendurada em um carrinho velho de supermercado no qual armazena calças, vestidos, bermudas e camisas, é feita em uma folha de papel e qualquer peça custa R$ 1. A casa fica entre uma barreira e outro morro acima.  

“Moro nessa área de barreira há mais de 30 anos e tudo que fizeram foi botar lonas para tentar evitar deslizamentos, quando botam. E não resolve. O melhor seria a construção de um muro de arrimo para melhorar a segurança da minha família e dos vizinhos, porque tem perigo dos dois lados das casas”, contou Dona Leda.

Após um cafezinho com Mendonça Filho na porta de casa, ela ouviu do candidato a intenção de priorizar as ações de insfraestrutura e habitação. “Vamos trabalhar para resolver a questão da regularização dos terrenos, concedendo a propriedade às pessoas, e cuidar da legalização dos imóveis, para criar projetos estruturais que garantam a segurança dessas áreas de risco”, disse o postulante.

Publicado em: 20/09/2020