Cúpula da Saúde é indicada por João Guilherme Ferraz

Apesar da liderança do médico pediatra Jailson de Barros Correia à frente da Secretaria de Saúde do Recife, a montagem da equipe administrativa da Pasta – alvo de seis operações da Polícia Federal que investigam indícios de irregularidades na contratação sem licitação de materiais e serviços para o combate à Covid-19 – tem influência direta do principal secretário da administração Geraldo Julio (PSB), João Guilherme Ferraz (Governo e Participação Social). Investigações que tramitam em sigilo já identificaram que o grupo que dá o comando nas decisões administrativas da Saúde na gestão do PSB tem a chancela direta do comando político da administração municipal.

Apesar do pouco ou nenhum conhecimento direto na área de saúde pública, atuam como diretores ou gerentes da Secretaria de Saúde do Recife seis servidores comissionados ligados a João Guilherme, que ocupou a assessoria direta do gabinete de Geraldo Julio, desde 2013, com a chefia do Gabinete de Projetos Especiais (GPE), órgão criado para coordenar e licitar as grandes obras da administração. Ele foi transferido para a Secretaria de Governo com a saída de Sileno Guedes, em 2019. A maior parte desses comissionados entrou no governo com espaços no Gabinete chefiado por João e depois foram transferidos para a Saúde, onde o atual secretário de Governo tem forte influência.

São indicados de João Guilherme de Godoy Ferraz a diretora Executiva de Planejamento, Orçamento e Gestão da Informação, Laura Macedo Araújo (entrou no governo como Gerente de Monitoramento do Gabinete de Projetos Especiais); a Gerente Financeira da Saúde, Fernanda Emanuele Arantes Castro, que ocupa provisoriamente  agora o espaço do Diretor Financeiro, Felipe Soares Bittencourt, afastado pela justiça;  o Gerente de Compras, Paulo Henrique Motta Mattoso, ex-chefe de licitações do GPE; a Gerente de Projetos Especiais da Secretaria, Mariah da Mota Simões; a Gerente de Logística, Juliana de Coelho Arruda (cunhada do secretário de Governo) e, por fim, a Gerente de Monitoramento da Secretaria de Saúde, Manuela Figueira, também proveniente do Gabinete de Projetos Especiais, onde ocupava o mesmo cargo. 

Nos cargos de direção, a influência também é do próprio prefeito Geraldo Julio, com a indicação de Rodrigo de Andrade Lima Molina (sobrinho da ex-primeira-dama de Pernambuco, Renata Campos) para a Diretoria de Articulação e Infraestrutura e de Felipe Soares Bittencourt na Diretoria de Administração e Finanças. Felipe Bittencourt, afastado do cargo, tem forte influência nas eleições comandadas pelo PSB, partido que está filiado desde 2007.

Na operação Apneia II, realizada em 23 de julho, o Ministério Público Federal chegou a apontar João Guilherme Ferraz como participante do “núcleo” decisório que influenciou na compra dos equipamentos de ventilação mecânica fabricados por uma empresa veterinária. A busca e apreensão na residência do secretário e no seu gabinete na Prefeitura do Recife, no entanto, foram negadas pelo juiz.

Publicado em: 17/09/2020