Coluna da quinta-feira

A liderança de Yves em Paulista

A primeira pesquisa do Instituto Opinião em parceria com este blog em Paulista, na Região Metropolitana, aponta um cenário de eleição de segundo turno com apenas um pré-candidato já garantido: o ex-prefeito Yves Ribeiro, do MDB, que lidera com 20% das intenções de voto, 12 pontos percentuais à frente de três concorrentes, que aparecem num patamar entre 7% e 8%, no caso o socialista Francisco Padilha, Severino Ramos, do PTB, e Sérgio Leite, do PP.

Paulista tem, hoje, 216 mil eleitores e, portanto, palco de eleição para dois turnos. Diante do baixo índice de intenção de voto de todos os candidatos, a chance de a eleição ser definida em primeiro turno é praticamente impossível, até porque chama atenção na mesma pesquisa o desapontamento do eleitorado com os políticos em geral. Dos entrevistados, mais de 25% disseram que iriam anular o voto e 20% afirmaram que estão indecisos.

Não foi surpresa Yves despontar na liderança. Primeiro, governou o município antes de Júnior Matuto ser eleito e reeleito e tem uma folha de serviços prestados, especialmente na área social quando esteve com a caneta na mão. Como os gestores em geral que passam pelo poder, tem consequentemente ou paradoxalmente, a maior taxa de rejeição, desafio a ser vencido dependendo da estratégia de campanha e da sua capacidade de mostrar o que fez enquanto prefeito.

Já o pré-candidato do PSB, Francisco Padilha, tem pela frente o grande desafio de se dissociar do prefeito Júnior Matuto pelo fato deste ter 70% de rejeição. Matuto, segundo este blog levantou, fez muitas obras que estão presentes na mente do eleitorado, mas seu afastamento do cargo, a maior celeuma que o município enfrentou nos últimos dias, certamente contribuiu para aumentar o desgaste, tendo em vista o espaço que ocupou na mídia estadual.

Quanto aos demais candidatos embolados em segundo turno – Ramos e Sérgio Leite – o primeiro se apresenta mais competitivo, chegando a um empate técnico com Yves numa eventual disputa em segundo turno. Sérgio Leite, que muitos achavam que estava morto, apareceu na mesma margem de intenção de voto dos que ficaram em segundo lugar, com pouco mais de 7%. Seu maior problema é que já disputou e perdeu várias eleições, estando com a pecha de derrotado.

Alta Federal – Em Paulista, segundo a pesquisa do Instituto Opinião, o presidente Bolsonaro já aparece bem avaliado. Quase metade da população aprova a gestão federal, percentual, inclusive, superior ao Governo Paulo Câmara, que está numa posição bastante desconfortável, com quase metade da população reprovando. O que se pode traduzir em relação a isso, notadamente Bolsonaro, é a aprovação da população aos programas sociais do Governo, com destaque para o programa emergencial de distribuição de renda no valor de R$ 600, contemplando mais de 40 milhões de brasileiros que perderam os seus empregos por causa da pandemia do coronavírus. 

Petrolina – Por falar em pesquisa, a próxima, desta feita em parceria com o Instituto Potencial, será postada, hoje, neste blog, à meia noite, trazendo o cenário eleitoral de Petrolina, o maior colégio eleitoral do Sertão. Traz, como ocorreu em Paulista, a avaliação também das gestões do prefeito Miguel Coelho (MDB), do governador Paulo Câmara (PSB) e do presidente Bolsonaro (sem partido). A cidade tem, hoje, um motivo a mais para dormir tarde, depois da meia noite, mesmo em tempos terríveis de pandemia.

Fato novo – Este blog antecipou, ontem, que em Petrolina também pode ocorrer uma reviravolta diante da possibilidade de o deputado Gonzaga Patriota disputar a Prefeitura, mais uma vez, ocupando o vácuo aberto de uma candidatura sintonizada com o Palácio das Princesas. No início do processo eleitoral, lá atrás, Patriota se antecipou ao seu partido e anunciou apoio à pré-candidatura de Odacy Amorim, do PT. Mas o Palácio nem o PSB seguiram a sua decisão, porque no Recife o PT está comprometido com a candidatura de Marília Arraes, contrariando interesses do deputado João Campos, pré-candidato do PSB na capital.

Sebá na disputa – Já em Serra Talhada, sete partidos que integram o bloco de oposição têm reunião agendada amanhã para discutir o nome que sairá candidato a prefeito no lugar de Carlos Evandro, que ontem se submeteu a uma cirurgia de coração no Recife. O nome mais cotado para entrar no páreo é o do deputado federal Sebastião Oliveira, o Sebá, como é mais conhecido, do PL, praticamente uma unanimidade. Se sua candidatura se confirmar, cenário mais provável, o cenário de céu de brigadeiro para Márcia Conrado (PT), candidata apoiada pelo prefeito Luciano Duque, muda completamente. Serra Talhada passa a ter uma eleição com fortes emoções.

CURTAS

BOMBOU – O número de beneficiários do auxílio emergencial é maior que o de trabalhadores com carteira assinada em 25 Estados brasileiros. São 65,4 milhões de pessoas recebendo o auxílio para 37,7 milhões de empregos. As pessoas recebendo o auxílio já correspondem a 68% dos 96,1 milhões da força de trabalho (soma de empregados com desocupados). São 21,3 milhões recebendo o benefício na região Nordeste e 6,3 milhões com emprego com carteira assinada. Em todos os Estados nordestinos há pelo menos o triplo de beneficiários em relação aos empregos formais. No Maranhão há cinco pessoas recebendo o benefício para cada empregado com carteira. É o Estado com a maior proporção.

LIVES DO BLOG – O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso, participa de live pelo YouTube deste blog na próxima quarta-feira, às 18 horas com transmissão simultânea pela Rede Nordeste de Rádio. Vai tratar das regras eleitorais numa eleição atípica, num momento em que o País vive o drama na saúde pública provocado pela pandemia do coronavírus. Na quinta, no dia seguinte, será a deputada Bia Kicis (PSL-DF), para falar de crise nacional e CPI das Fake News, esta às 19 horas, pelo Instagram.

Perguntar não ofende: Ao atrasar dois meses do salário dos profissionais de saúde envolvidos na pandemia em Caruaru o Governo do Estado mostra desrespeito com quem tenta salvar vidas?

Publicado em: 26/08/2020