Fernando Filho defende preservação do teto de gastos

O deputado federal Fernando Filho (DEM-PE) defendeu, hoje, a manutenção do teto de gastos e o equilíbrio das contas públicas. Segundo ele, a retomada da economia vai exigir investimentos públicos, mas sem “furar o teto”. “A conquista do teto de gastos é algo importante. Defendo um programa de investimentos públicos para a retomada da economia, mas de maneira que não fure o teto de gastos, para que aquela cultura da disciplina e do equilíbrio das contas não fique de lado”, afirmou o deputado.

Fernando Filho também avaliou as medidas de enfrentamento à pandemia do coronavírus adotadas pelo governo federal, citando o auxílio emergencial de R$ 600,00 para a população vulnerável e o socorro a estados e municípios como ações decisivas para minimizar os impactos sociais e econômicos. “Ninguém acertou em 100% na forma de combater a pandemia, porque é uma coisa inédita. Mas é inegável que o presidente da República teve a sensibilidade de adotar medidas fundamentais, sobretudo, para os mais vulneráveis”.

O democrata voltou a criticar a disseminação de fake news sobre a prorrogação do auxílio emergencial após a votação, na Câmara dos Deputados, de projeto de lei para proibir o bloqueio do benefício para o pagamento de dívidas. “Nós não votamos contra a prorrogação do auxílio emergencial. Isso é gente tentando tirar proveito porque ainda não aceitou que o presidente Bolsonaro deu três vezes mais dinheiro que o Bolsa Família para 65 milhões de pessoas. E vão ficar com mais dor de cotovelo ainda, porque o governo está preparando o Renda Brasil. Não vai ser do tamanho do auxílio emergencial, mas será maior que o Bolsa Família”.

Publicado em: 13/08/2020