Solidariedade nacional

Minhas redes sociais e as do blog amanheceram repletas de apoio e solidariedade às ameaças e intimidações do prefeito do Recife, Geraldo Júlio, e do seu partido, o PSB, ao nosso trabalho. E não foram apenas de leitores e de ouvintes da Rede Nordeste de Rádio, retransmissora do Frente a Frente, hoje com mais de 40 emissoras.

Jornalistas do País inteiro e até advogados criminalistas de Brasília, São Paulo, Rio, Bahia, Ceará e Paraíba já se ofereceram para me defender sem cobrar um tostão, prova da seriedade e amplitude de uma carreira já virando a página de 40 anos. Reitero ao prefeito, que tentou salvar os doentes de Covid-19 no Recife com respiradores testados em porcos, denúncia que fiz em primeira mão, que não tenho nada a temer.

Ele e sua trupe se irritaram e  perderam o bom senso porque o apontei como o chefe da malandragem com o dinheiro federal destinado a salvar vidas. Disse que ele, extremamente concentrador, que não deixa escapar um centavo do tesouro municipal sem o seu crivo, não poderia ignorar que o seu secretário de Saúde tenha pago R$ 81 milhões a uma empresa com capital social de apenas R$ 100 mil e um único funcionário, na compra de respiradores não avaliados pela Anvisa.

Não é fake news, como ele e o PSB me acusam. É objeto de investigação da Polícia Federal. Se o secretário agiu desrespeitando a hierarquia burocrática e política, por que então não foi punido e afastado?

Simplesmente porque combinou tudo com o chefe. Não vou perder meu tempo com isso, já entreguei ao meu advogado Décio Petrônio, bafejado no bom Direito, que já acompanha há muito tempo os processos de maus políticos contra mim. Na tentativa de encobrir maus feitos, agem, como Geraldo Júlio, com ameaças e intimidações.

Publicado em: 02/08/2020