"Célia faz draminha", reforça Luciano Pacheco

Amigo Magno,

Célia Cardoso já anunciou na Câmara de Vereadores, na última segunda-feira (6), que não vai pedir votos para ninguém. Então, não é novidade que Célia é quem está se desagregando do candidato. Como você mesmo sabe, Célia coleciona inimigos e a cada dia vem cavando sua sepultura. Como disse na matéria, ela fica fazendo esse draminha para barganhar mais apoio.

Não persigo Célia. Na verdade ela é uma política sem palavra e tentou de todas as formas impedir que eu assumisse a Câmara como 1° suplente em algumas ocasiões, e ela sabe disso, bem como os vereadores também sabem. Todos sabem que não aceitaria essas atrocidades que a Câmara vive hoje. 
Como também Celia esvaziou o MDB retirando candidatos para o PSB e estimulando que outros desistam para atrapalhar nossa eleição. DEUS É QUEM TEM ME AJUDADO. 

Então não a persigo. É o contrário, ela é quem não esquece meu nome. Toda segunda-feira, nas sessões, sou alvo de piadinhas, como na última sessão, em que ela me chamou de VERME. Vindo dela não me incomoda. Mas dou respostas à altura e em alto nível.

Luciano Pacheco, advogado e ex-vereador de Arcoverde

Publicado em: 12/07/2020