João Paulo ameaça reeleição de Lupércio

Se as eleições para prefeito de Olinda fossem hoje, a disputa se daria num segundo turno entre o prefeito Lupércio (SD) e o ex-prefeito do Recife, deputado estadual João Paulo (PCdoB). É o que aponta a pesquisa do Instituto Potencial feita com exclusividade para este blog. Lupércio aparece na dianteira com 34% das intenções de voto, mas João Paulo vem em segundo com um percentual considerável, de 21%. Antônio Campos (PRTB), que disputou a eleição passada indo ao segundo turno com Lupércio, pontua 2%, mesmo percentual de Pedro Mendes (PSB) e Gustavo Rosas (PROS). Presidente da Câmara, o vereador Jorge Pontual (PSL) tem apenas 1%.

Armando Sérgio, do Avante, Celso Muniz, do MDB, e Júnior Lenine, do Psol, não pontuaram. Brancos e nulos somam 17% e 21% disseram não quiseram responder ou afirmaram não saber responder. Na sondagem espontânea, na qual o entrevistado tem que informar o candidato da sua preferência sem o auxílio da lista com todos os nomes dos candidatos, o prefeito também lidera, mas cai para 25%, enquanto João Paulo vem em segundo com 12%. Antônio Campos, Gustavo Rosas e Pedro Mendes foram citados por 1%. Dos entrevistados, 48% disseram que não sabiam responder ou se recusaram a responder, enquanto 13% disseram que anulariam o voto.

Foram ouvidos por telefone 600 eleitores de Olinda entre os dias 4 e 8 deste mês. A margem de erro é de 4% para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o protocolo de número 04565/2020. A metodologia adotada foi a de pesquisa quantitativa, com entrevistas pessoais telefônicas junto aos eleitores com 16 anos ou mais, conduzidas mediante aplicação de questionário estruturado, elaborado especificamente para este estudo. A amostra foi segmentada por cotas de sexo e faixa etária baseada nas informações do TSE - TRE/PE, de forma representativa do universo em estudo (eleitores de Olinda), num total de 600 entrevistas, distribuídas proporcionalmente pelas Regiões Político-Administrativas definidas oficialmente pela prefeitura.

No quesito rejeição, Antônio Campos aparece na dianteira. Dos 600 entrevistados, 58% disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Em segundo lugar aparecem empatados o prefeito Lupércio, Jorge Federal e Armando Sérgio, com 47%. Por ordem, dão sequência João Paulo, com 42%, Pedro Mendes, com 38% e Gustavo Rosas, com 36%.  O menos rejeitado é Celso Muniz, com 31% e Lenine, com 32%.

A pesquisa testou também o nível de conhecimento dos candidatos perante o eleitorado de Olinda. Apenas 2% disseram não ter conhecimento que o prefeito é Lupércio, enquanto João Paulo é desconhecido por 10%. Os mais desconhecidos pelo eleitorado são, pela ordem, Celso Muniz e Lenine, com 64%, seguidos de Gustavo Rosas, com 57%, e Pedro Mendes, 56%. Entre os entrevistados, 48% disseram não conhecer Armando e 43% Jorge Federal.

Sobre o interesse do eleitor com o pleito, 74% disseram que querem votar nas eleições deste ano, 14% afirmaram que não e 12% não souberam responder.  A pesquisa foi realizada nas seguintes zonas: Alto da Bondade, Alto do Sol Nascente, Caixa D'Água , Passarinho, São Benedito, RPA 2 Águas Compridas, Aguazinha, Sapucaia, Alto da Conquista, RPA 3 Peixinhos, Sítio Novo, Salgadinho, RPA 4 Jardim Brasil, Vila Popular, RPA 5 Ouro Preto, RPA 6 Alta da Nação, Bultrins, Fragoso, Jardim Fragoso, RPA 7 Bairro Novo, Casa Caiada, Jardim Atlântico, RPA 8 Guadalupe, Varadouro, Bonsucesso, Monte, Amaro Branco, Santa Tereza, Amparo, RPA 9 Tabajara, Rural e RPA 10 Rio Doce.

GESTÕES

O Potencial também sondou por telefone os entrevistados sobre o nível de satisfação das administrações municipal, estadual e federal. Entre os níveis, o Governo Paulo Câmara é o mais aprovado, com 52% de ótimo e bom e 43% de desaprovação. Já a gestão do prefeito Lupércio é aprovada por 46% e rejeitada por iguais 46%, enquanto o Governo Bolsonaro é reprovado por 68% dos entrevistados e aprovado por apenas 30%.

Publicado em: 08/07/2020