Prefeito de Manaus é transferido para o Sírio Libanês

Internado com Covid-19 desde o dia 29 de junho, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), foi transferido para o hospital Sírio Libanês, em São Paulo, hoje. A Prefeitura de Manaus informou, em nota, que o prefeito passa bem e que a decisão pela transferência partiu dele. Arthur estava internado no hospital Adventista, em Manaus, junto da primeira-dama, Elizabeth Valeiko, também diagnosticada com a doença. Em todo o Amazonas, já são mais de 76 mil casos confirmados da doença.

Segundo a prefeitura, Arthur fará um check-up e terminará o tratamento da Covid-19 no hospital Sírio Libanês. Ele embarcou em voo privado para a cidade, acompanhado pela mulher, que também recebe tratamento da doença.

Segundo boletim médico, emitido pelo hospital Adventista de Manaus, na tarde de hoje, ele apresenta “melhora global do quadro clínico, mantendo boa saturação em ar ambiente”. Arthur já tinha previsão de alta nos próximos dias. Nesta segunda, o prefeito postou uma foto no hospital da capital amazonense e se disse confiante em vencer "terrível vírus".

“Recebi todos os cuidados necessários no hospital Adventista e já tenho PCR reduzido para 30%, o que segundo os médicos é muito bom. Preciso fazer outros exames, como da cirurgia para retirada da próstata que fiz há alguns anos, então decidi ir a São Paulo, onde tenho todo meu histórico médico”, disse o prefeito, por meio de assessoria.

Publicado em: 06/07/2020