Exu sai do isolamento no adeus a ex-prefeito

A morte do ex-prefeito Léo Saraiva, 49 anos, consternou Exu, terra natal de Luiz Gonzaga. Ele morreu no Hospital Português, no Recife, vítima de uma enfermidade que se agravou em decorrência da Covid-19, vírus que tem arrastado milhares de vidas ao túmulo. Seu corpo chegou à noite para sepultamento no cemitério do município que governou por oito anos e foi recebido por uma multidão emocionada. Na última eleição, em 2016, Léo virou notícia nacional por ter sido eleito com a diferença de apenas um voto.

De máscaras, o povo se despediu de Léo nas ruas promovendo uma carreata. A cidade parou para o último adeus. De carro, moto e até a pé muita gente acompanhou a urna funerária numa unidade do Corpo de Bombeiros e no cemitério ainda ocorreu uma missa reunindo milhares de pessoas, mesmo a cidade cumprindo isolamento social da pandemia do coronavírus. Uma prova de que era muito querido, um gestor de massa, de rara identificação com o povão num tempo em que os políticos em geral enfrentam uma onda de descrédito e rejeição.

Publicado em: 05/07/2020