Hospital emite nota sobre troca de corpos

Após realizar uma troca de corpos, ontem, quando enterrou a senhora Angelita Petronila dos Santos, de 96 anos, na cova de uma outra pessoa, o Hospital Regional do Agreste, em Caruaru, emitiu uma nota se desculpando pelo caso e afirmando que uma sindicância foi aberta para apurar o acontecido.

Além de ter errado no atestado de óbito da idosa, alegando que ela havia morrido vitima da Covid-19 quando na verdade ela faleceu devido uma infecção urinária, o hospital também só percebeu o erro da troca de corpos quando o neto da anciã, Ricardo Mota, foi fazer o reconhecimento do corpo e o que estava no necrotério não era o da sua avó, já enterrada na ocasião. Confira o documento do hospital abaixo:

Nota oficial

A direção do Hospital Regional do Agreste (HRA) lamenta o ocorrido e informa que a situação está sendo apurada a partir de uma sindicância, na qual já está formada a comissão, com o objetivo de detectar as falhas, apontar os culpados e evitar que fatos como esse voltem a acontecer.

A direção está à disposição dos familiares e das autoridades para os devidos esclarecimentos. As medidas legais para solução já estão sendo encaminhadas.

Hospital Regional do Agreste

Publicado em: 30/06/2020