O legado do meu pai

Prezado jornalista Magno Martins,

Quero externalizar meu contentamento com o artigo intitulado "Uchoa e a imprensa", publicado no seu blog na manhã deste domingo.

Nele, o nobre jornalista revisita a biografia e o legado deixado pelo meu pai, o saudoso deputado e ex- presidente da Alepe, Guilherme Uchoa, bem como sua relação com os meios de comunicação.

Como bem disse no texto, ele era apaixonado pela atividade política. Deixou como principal marca, o fato de ter exercido cargos nos três poderes (Judiciário, Legislativo e Executivo).

A modernização do prédio da Assembleia Legislativa soma-se à capacidade de diálogo e entendimento com seus pares, os demais poderes e à sociedade civil.

Como já havia dito em outra oportunidade, Dr Guilherme nutria por você muita admiração e respeito. Enche- me de alegria saber que a recíproca também era verdadeira.

Em relação ao convívio dele com a mídia, realmente foi marcado por altos e baixos. Mas uma coisa é certa: ele sempre teve a grandeza de lidar com o contraditório, e compreender o papel reservado à imprensa.

Por essas e por outras, soube escrever o seu nome na história de Pernambuco.

Guilherme Uchoa Júnior, deputado e segundo vice-presidente da Alepe

Publicado em: 31/05/2020