Forrozeiros reclamam autoria do “Forró de Pé de César”

A utilização em uma live do nome de uma das tradições do sertão de Pernambuco, o “Forró de Pé de César” está gerando uma polêmica em Petrolina.

Os forrozeiros do município reclamam a autoria do nome por assim designar, há mais de 20 anos, uma manifestação cultural que sai às ruas da cidade com sanfona, zabumba e triângulo no ônibus da Frevuca.

Segundo o criador do 'Forró de Pé de César', o ex-presidente da Associação Brasileira de Odontologia (ABO – Regional Petrolina) e ex-vereador, César Durando, a atração já virou uma tradição no Vale do São Francisco com repercussão em toda região Nordeste. "Todos os anos surpreendemos os moradores do centro e bairros da cidade com muito xote, xaxado e baião e a participação de nomes representativos do forró a exemplo de Nádia Maia e Genival Lacerda".

César Durando, que tem seu nome associado à cultura local, e inclusive foi o autor dos projetos de lei que instituíram o Dia Municipal do Repentista (28 de maio) e o Dia Municipal do Sanfoneiro (na terceira sexta-feira de junho), adiantou que vai  entrar em contato com os organizadores da live para que seja substituído o nome do evento que está marcado para o próximo dia 6.

"A coordenação da live pode até usar o nome desde que admita publicamente que o 'Forró Pé de César, sempre Durando' é originalmente de Petrolina, surgiu aqui e é de nossa autoria", concluiu César Durando.

Publicado em: 29/05/2020