O Poder precisa ser a favor e não contra a população

Por Dany Amorim*

Diante de um vírus que, há alguns meses, tocou o alarme do perigo em todo o mundo, deixando a humanidade em sinal vermelho no campo pessoal, profissional e social, infelizmente, ainda presenciamos uma terrível disputa de poder, vaidade, soberba e interesses próprios, entre autoridades que deveriam estar tendo como pauta diária políticas públicas de prevenção, cuidado e combate à COVID-19. Ninguém conversa e o povo sofre.

Justamente em uma das piores crises globais da história, os embates desconstrutivos só aumentam entre, mais uma vez afirmo, autoridades que possuem nas mãos a reponsabilidade de representar, cuidar e lutar pelo melhor de uma nação.

Neste momento de grandes dificuldades e incertezas, a força da união deveria gritar mais alto do que os conflitos entre os Três Poderes, pois é no clima de instabilidade entre eles que o Brasil vai sendo tomado pelo avanço do novo coronavírus.

O esforço no enfrentamento à pandemia tem que ser em conjunto, cada um fazendo a sua parte e dando o seu melhor para que esse mal acabe o mais rápido possível. Precisamos com urgência pensar como sociedade e não continuar na síndrome do individualismo prejudicial. A palavra “Poder” precisa ser massificada e praticada por todos a favor da coletividade e da justiça responsável. É isso!

*Jornalista

Publicado em: 25/05/2020