Em passeio, Bolsonaro ouve xingamentos e elogios

Correio Braziliense

O presidente Jair Bolsonaro usou o sábado (23/5) para, mais uma vez, circular por Brasília e visitar estabelecimentos comerciais, tendo ouvido tanto gritos de "mito", vindos de apoiadores, quanto vaias e panelaços.

À tarde, Bolsonaro foi a uma confeitaria da Asa Sul acompanhado do ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo. Depois, os dois se reuniram por cerca de uma hora e meia no apartamento de Ramos, que fica na mesma quadra da loja. 

Ao visitar o comércio, o presidente chegou a cumprimentar alguns apoiadores, mas ouviu entre os tradicionais gritos de "mito", brados de "fora Bolsonaro" e xingamentos.

Ao deixar o apartamento de Ramos, após falar com alguns apoiadores no saguão do prédio, Bolsonaro se aproximou de um grupo maior de pessoas, mas, ao ouvir xingamentos, retornou rapidamente ao carro e saiu.

Visita ao filho e cachorro-quente

O presidente foi também para o Sudoeste, bairro de Brasília próximo ao Plano Piloto, onde mora Jair Renan Bolsonaro. Na quadra também foram registrados panelaços vindos das janelas.

O "passeio" do presidente incluiu ainda a parada em uma barraquinha de cachorro quente na Asa Norte. Mais uma vez, a torcida se dividiu. Houve quem apoiasse Bolsonaro, mas também houve vaias e gritos de "fascista". A visita à carrocinha de cachorro-quente foi transmitida ao vivo nas redes sociais do presidente.

Publicado em: 24/05/2020