Louvação a Sertânia

Prosa-Poema de Fabio Clemente

Sertânia - seus legítimos filhos e os adotivos - nunca a esquecem, e conservam o merecido amor no coração, eternamente.

“Ninguém se perde no caminho de volta”, recitou em poema o lendário paraibano José Américo de Almeida.

“Ninguém esquece Sertania e sempre volta á amada terra”, diz o sertanejo.

O amor imaculado a terra materna, teve início na aldeia da Tribo dos Índios Cariris - onde tudo começou...

Sertânia comemora os 147 anos de Emancipação Política - sempre amada por todos.

Salve o dia 24 de Maio, data magna de Sertânia-Mãe.

Hoje CARINHOSAMENTE chamada de  Princesinha do Moxotó - SERTÂNIA  - é celeiro de personalidades, com  atuação brilhante em todos os campos de atividades  no Brasil.

Sertânia, nasceu Alagoa de Baixo - cantada e desejada pelos boêmios, poetas e  menestréis do amor matuto, há centenas de anos...

Sertania, diz a história: quem toma da sua original e quase salobra água, nunca mais  a esquece, conserva no coração um imensurável amor.

Sertânia de grande tradição católica, tendo a frente os memoráveis  religiosos, Monsenhor Urbano e o Padre Christiano, ambos de saudosa memória.

Sertânia da Padroeira - Nossa Senhora da Imaculada da Conceição - em sua Igreja-Matriz, na original Rua Velha, a todos abençoa.

O município de Sertânia é polo da Transposição do Eixo Leste da Água do Rio São Francisco, distribuindo ao povo o esperado progresso.

O Canal da Água transformou a vida de esperança do sertanejo, com a graça de Deus.

Na casa e na propriedade do homem do sertão, jorra a doce água, quase benta, fixando o sertanejo na sua terra 
natal, com boa fartura na mesa.

O homem do campo  tem agora mais incentivo de trabalhar, principalmente, neste viçoso e presente inverno pernambucano.

As ruas largas, avenidas bem traçadas, asfaltadas, com iluminação moderna, expõem o progresso  da querida Sertânia.

Sertânia, seja louvada, com suas pracinhas lindas e ajardinadas, alamedas verdes e floridas, apresenta arrojado projeto urbanístico, marcando a beleza da Princesinha do Moxotó.

Sertânia das originais e memoráveis festas de vaquejadas, ricas em tradição, no folclore no nordestino.

Sertânia das grandes exposições pecuárias de caprinos, se apresenta  na vanguarda, com o melhor rebanho de Pernambuco.

Sertânia - Cidade-Poema -  onde se promove magníficas festas populares, profanas-religiosas, se destacando a festa da Padroeira Imaculada Conceição - 8 de dezembro.

Louvada seja Sertânia do povo ordeiro, pacífico e trabalhador de Pernambuco.

Salve e seja louvada Sertânia - Princesinha do Moxotó.


Fazenda Ameixas, Pernambuco, Primavera de 2020.

Publicado em: 24/05/2020