Ministério confirma caso suspeito de coronavírus no Brasil

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que há um caso suspeito de coronavírus no Brasil, no Estado de Minas Gerais. Em coletiva de imprensa hoje, sobre a situação do vírus no Brasil, Mandetta afirmou que foram identificados os sintomas compatíveis com o protocolo da suspeita em uma mulher que viajou para a cidade de Wuhan, na China, onde está concentrada a maior parte dos casos de coronavírus. O ministro afirmou que a pasta subiu o comitê de emergência para nível 2, que significa “perigo iminente”.

“Analisamos mais de 7 mil rumores e deles, 127 exigiram a verificação”, afirmou o ministro. De acordo com Mandetta, a paciente encontra-se em isolamento e 14 pessoas próximas a ela estão sendo acompanhadas. O ministro ainda afirmou que o Brasil tem total capacidade de identificar geneticamente o vírus. Até então, o Ministério da Saúde havia descartado todas as suspeitas levantadas no País, pois não se encaixavam nos critérios do protocolo que identifica os possíveis casos. 

Hoje, a China confirmou que o número de casos registrados da doença subiu para mais de 4,5 mil e o número de mortes para 106. Ontem, a Organização Mundial da Saúde passou a classificar como como “elevado” o risco internacional de contaminação, alterando o status anterior divulgado, de risco moderado, que a OMS afirmou ter sido um “erro de formulação”.

Publicado em: 28/01/2020