Justiça inocenta ex-prefeito de Buíque

A Justiça Federal julgou improcedente a ação civil-pública de improbidade administrativa que o Ministério Público Federal ajuizou contra o ex-prefeito de Buíque Jonas Camelo, alegando a prática de conduta improba em prejuízo à União Federal.

A decisão foi proferida hoje, pelo juiz Allan Veras, por entender que o ex-prefeito não praticou os atos de improbidade administrativa apontados pelo MPF e, assim, o inocentou de qualquer cometimento de ato ímprobo em detrimento daquele município e da União Federal. Atuaram na defesa do ex-prefeito os advogados Edilson Xavier, de Arcoverde, e Fábio Bezerra, de Buíque.

Publicado em: 06/12/2019