Presidiário ordenou ataque a bancos no Ceará

Policiais souberam do plano de ataque e fizeram ação preventiva. Eles são suspeitos de matar 14 pessoas, incluindo seis pessoas mantidas reféns pelos assaltantes.

 Foto: Antônio Rodrigues/DN

Por Melquíades Júnior, G1 CE

 

O roubo a bancos que terminou com 14 assaltantes e reféns mortos pela Polícia Militar há um ano no município de Milagres, no Ceará, foi planejado por um presidiário detido em Juazeiro do Norte, no interior do estado. O G1 obteve acesso ao plano elaborado para atacar as agências bancárias da cidade. O objetivo dos criminosos era “matar dois coelhos numa só tacada”, conforme disse um detento em mensagem interceptada pela polícia.

A Polícia Militar do Ceará soube com antecedência dos planos de ataque às agências bancárias e adotou uma ação preventiva. Os policiais são suspeitos de atirar e matar 14 pessoas, sendo oito assaltantes e seis pessoas que eram mantidas reféns pelos criminosos, sendo cinco da mesma família. O caso ocorreu no dia 7 de dezembro de 2018.

Confira a íntegra aqui: Presidiário ordenou ataque a bancos que resultou na morte ...

Publicado em: 06/12/2019