Compesa explica dificuldade de abastecimento no Paje├║

Nota oficial

A Compesa contesta a informação publicada neste blog e informa que não realizou mudança na gerência citada. Gileno Gomes, gerente da Unidade de Negócios Alto do Pajeú, responsável por Afogados da Ingazeira, está na função desde 2017. A dificuldade de abastecimento ocorrida durante o mês de outubro foi em função de alguns problemas mecânicos no Sistema Zé Dantas que provocaram a diminuição da vazão para a cidade, além de vazamentos de grande porte da tubulação.

Para fazer os reparos necessários, foi preciso suspender o fornecimento de água, fato que impactou no cronograma de distribuição da cidade. A Compesa completa informando que o fornecimento de água foi normalizado após as intervenções. Vale ressaltar, ainda, que o assunto foi amplamente divulgado e informado à população. 

A Compesa aproveita para destacar que duas importantes ações possibilitarão melhorar a oferta de água para Afogados da Ingazeira. Uma delas é a obra de ampliação da Estação de Tratamento de Água do município, que aumentará em 20% a capacidade de tratamento da unidade.

A outra é a conclusão da obra da Estação de Tratamento de Tabira, um investimento de R$ 1,5 milhão. Quando a obra terminar, Afogados enviará menos água para Tabira, que irá receber água direto da Adutora do Pajeú, fato que acarretará no incremento da vazão de 20 litros por segundo para a população de Afogados. A fase de testes começará nas próximas semanas e a obra levará melhorias significativas para o abastecimento das duas cidades que passarão a ter áreas livres do racionamento.

Publicado em: 14/11/2019