Ser corrupto é padecer no paraíso. Ô-lê-lê!

MONTANHAS DA JAQUEIRA – Olha só quem aflorou no recinto! O cientista político The Gaulle. Ele baixou no terreiro para assistir à Via Crucis da Operação LavaJato na segunda instância. Depois de combater as tenebrosas transações de corrupção, a LavaJato cumpre a sua Via Dolorosa. The Gaulle proclamou que o julgamento dos corruptos na nonagésima instância é uma decisão muito séria.   

Fica decretado que ser corrupto é padecer no paraíso verde-amarelo até o Dia do Juízo Final. Ô-lê-lê! Ô-lá-lá!

Alegrai-vos, corruptos, com o tráfego em julgado no Dia de São Nunca! Alegrai-vos, camarilhas do Mensalão, do Petrolão, dos corruptos do BNDES e das estatais! Não vos inquieteis! A prescrição dos processos da LavaJato já está a caminho.

Um passarinho me contou que a mundiça vermelha está celebrando pelo avesso a cantoria do profeta Ruy Barbosa em sua cantoria chamada de “Oração aos Moços, às Moças e à Galera da Terceira Idade”, publicada na conta do cabeção no Instagram. A saber:

“De tanto ver triunfar as sumidades; prosperar a honra, crescer a justiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos colaboradores da Operação LavaJato, os homens do sexo masculino chegam a desanimar-se da roubalheira, a rir-se da desonra, a ter vergonha de ser desonesto”.

De agora em vante nenhum corrupto poderá ser preso até o tráfego em julgado na nonagésima instância.

Com ou sem incontinências verbais do Capitão Marvel, não dá para ter saudades da corrupção e degradação moral da mundiça vermelha. Impossível esquecer os crimes de lesa-pátria e o legado nefasto dos vermelhos, de 14 milhões de desempregados. O desemprego e a corrupção, em todas as instâncias. Impossível ser feliz com a vitória dos corruptos e da corrupção.

Os demiurgos, entidades intermediárias entre o céu e a terra, entenderam que os corruptos só podem ser presos na nonagésima instância. As elites de meia tigela deste infeliz Nação brasileira hoje giram em torno dos umbigos vermelhos de um presidiário.

Ó venerável Ulysses Guimarães, penhor da Constituição Cidadã! Ó Constituição, quantas patifarias estão sendo cometidas em teu nome!

Publicado em: 11/11/2019