Coluna desta quarta na Folha

Óleo na praia afeta pescadores

Restaurantes e bares reclamam de uma perda da ordem de 86% no pedido de peixes e crustáceos por clientes apreensivos com as notícias de que o derramamento de óleo nas praias contamina as espécies nativas do mar. Pescadores de Brasília Teimosa e outras colônias espalhadas no litoral pernambucano já estão de braços cruzados, não têm mais a quem vender.

Há muita desinformação quanto ao real risco de contágio do pescado. O cenário faz lembrar a crise da doença da cólera no primeiro ano do Governo Joaquim, em 91. Criou-se um clima de pandemônio diante da boataria de que o embrião colérico irradiava perigo para o banho no mar ao mesmo tempo em que contaminava seus frutos.

Ninguém tomava banho nem comia peixes. Foi preciso Joaquim mergulhar no mar e degustar seus frutos num restaurante. Se a pesca estancar de vez, o Estado será obrigado a criar o seguro-defeso para 10 mil pescadores.

Minoria beneficiada – Dos 10 mil pescadores pernambucanos, apenas 400 recebem, hoje, por um período de 90 dias, o seguro-defeso do Governo Federal. O decreto presidencial, entretanto, só beneficia, com um salário mínimo por mês, os que pescam lagosta. O grande contingente dos que vão ao mar em busca do seu pão no dia a dia é de pescadores de peixe, universo que vai esperar ajuda do Estado.

Bateu, levou – O prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel (PSL), acusado pelo ex-prefeito Emanuel Bringel (PSDB) de ter beneficiado a esposa Socorro com um super salário, disse que não há ilegalidade nos benefícios da mulher e que Bringel tenta criar uma polêmica para confundir a população. “Bringel é ficha-suja e não pode ser candidato a prefeito”, desabafou.

Candidatíssima – O deputado Sebastião Oliveira (PL) disse, ontem, que a vereadora Cibelle Roan, a mais votada de Arcoverde, é candidata à prefeita pelo Avante, sem chances para composições, nem com o grupo da prefeita Madalena Brito (PSB) nem com o do ex-prefeito Zeca Cavalcanti (PTB). “Ela é candidatíssima pelo nosso grupo e será a futura prefeita”, afirmou.

Na geladeira – O núcleo do PDT, sob o comando do deputado Wolney Queiroz e do seu pai, o deputado José Queiroz, delegou poderes ao tesoureiro do partido, Wellington Batista, para estender o raio de ação dos diretórios no Interior, isolando o grupo do deputado Túlio Gadelha.

Transparência – Sobre o voto com ressalvas das contas de 2017, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), garante que investiu acima do percentual mínimo na saúde recomendado por lei. Quanto a mais transparências, diz que o portal do município saiu da 124ª posição para a 10ª melhor do País.

SEMPRE NO PP – A coluna andou trocando as bolas ao noticiar que o deputado caruaruense Erick Lessa havia feito a travessia do PR para o PP. Na verdade, não existe janela partidária para deputado este ano e ele está muito prestigiado pelo presidente da legenda, Eduardo da Fonte.

Perguntar não ofende: Por que a ONG Liberdade.PE não dá um pio sobre o polêmico e deturpado ranking para destacar prefeitos reprovados?

Publicado em: 30/10/2019