Ex-ministro anuncia boas perspectivas para o agronegócio

O ex-ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, deixou os produtores rurais e lideranças cooperativistas do Vale do São Francisco mais animados, na noite de ontem. Durante uma palestra realizada na Fundação Nilo Coelho, em Petrolina, o engenheiro agrônomo e atual coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas, falou do cenário global, das mudanças climáticas e da capacidade produtiva do país que tem pela frente a difícil missão de atender a demanda de alimentos do mundo nos próximos anos.

Bastante à vontade e apresentando dados atualizados – o agronegócio nacional representa 21% do PIB, 42% das exportações e gera 20% dos empregos –, Rodrigues começou afirmando que o segmento produz com qualidade e de forma sustentável. “Reunimos três condições básicas: terras disponíveis, tecnologia e gente disposta a fazer mais e melhor”, ressaltou.

Durante o encontro, realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR), o ex-ministro contou histórias e alertou para a necessidade de uma melhor comunicação no campo. Criticou a falta de incentivos para as pesquisas agropecuárias e citando o ranking da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), mostrou que o uso de defensivos agrícolas no Brasil, por hectare/ano, é menor que em países a exemplo do Japão, Bélgica, França e Inglaterra.

Antes de encerrar, afirmando que o raciocínio cooperativo “é uma doutrina extraordinária que vem melhorando a vida das pessoas em todo o planeta”, Rodrigues ainda teceu alguns comentários sobre as queimadas recentes na Amazônia. “O essencial nesta questão é separar o que é verdadeiro do que é falso. A medida que mostrarmos o que é verdadeiro no Brasil, o que a agricultura faz, toda sua sustentabilidade, estas questões vão ser superadas rapidamente”, garantiu.

No encerramento, o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR), Jailson Lira, enfatizou a importância da parceria com o sistema OCB-PE para a realização do encontro. “Acreditamos que este é o início de uma série de iniciativas positivas com reflexo direto na vida dos produtores rurais e cooperativas do nosso Vale”, concluiu.

Publicado em: 20/09/2019