Meirelles: prĂ©dio de R$ 1,2 bi causarĂ¡ aperto no TJ

Prédio de R$ 1,2 bi do TJ de SP deve gerar aperto para tribunal, diz Meirelles. Assunto também provoca polêmica entre integrantes da corte e o presidente, Manoel Pereira Calças.

Foto: Gustavo Raniere/MF - 5.9.17- Fonte: IG

Folha de S. Paulo - Painel S.A.

Por Renata Cunha

 

O projeto do Tribunal de Justiça de São Paulo para construção de um novo edifício que vai abrigar os gabinetes dos magistrados na capital e custará R$ 1,2 bilhão tem sido observado com ressalvas por Henrique Meirelles (foto). Atual secretário da Fazenda do estado, Meirelles, que é um perseguidor histórico do equilíbrio das contas de governos, ressalva que o órgão judiciário tem sua independência orçamentária, mas prevê que a iniciativa vai provocar aperto no tribunal

Desequilíbrio “Eles decidiram fazer esse investimento, que vai ser uma alocação de recursos do Judiciário. Não é algo decidido pelo executivo. Vai gerar, certamente, um aperto dentro do próprio judiciário”, diz Meirelles.

O assunto provoca polêmica entre os integrantes da corte e o presidente, Manoel Pereira Calças, mas também é mal visto no governo. Só o projeto executivo envolve mais de R$ 25 milhões. Prevê 30 elevadores e até heliponto para o edifício dos gabinetes dos desembargadores.

“A situação fiscal de São Paulo é equilibrada. Não é dramática como a de outros estados, mas não há recursos liberados para investimentos, a não ser essencialmente prioritários”, diz Meirelles

Publicado em: 20/09/2019