Coluna deste sabadão na Folha

Bolsonaro golpeia produtor de etanol

Bolsonaro fez uma maldade terrível com quem produz etanol no Nordeste: em uma ação que beneficia diretamente os exportadores americanos, decidiu aumentar em 150 milhões de litros a quantidade que pode ser importada de etanol com isenção de tarifa. Portaria do Ministério da Economia autoriza a ampliação de 600 milhões para 750 milhões de litros a cota de álcool etílico que poderá ser comprada no exterior sem a alíquota de importação de 20%.

O que passar desse limite será tributado com o imposto. A medida vai vigorar por 12 meses e atende a um pedido feito pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante visita do presidente brasileiro àquele País.

O Governo autorizou sem a contrapartida da Casa Branca de abrir o mercado norte americano para o açúcar no Brasil. A medida vai gerar mais desemprego ainda no Nordeste e estancar um setor que vinha em plana expansão, apesar de tamanhas dificuldades.

Bateu fofo – A medida desagradou e tirou o sono dos produtores de etanol do Nordeste. Segundo o presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool (Sindaçúcar), Renato Cunha, o Governo assumiu, há dois anos, o compromisso com os produtores de que a isenção de 600 milhões de litros por ano não seria renovada, mas acabou cedendo às pressões de Trump.

Deu carga – Apostando na sinalização do Governo do Estado aos seus pedidos encaminhados ao governador em audiência, semana passada, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), deu ordem expressa aos seus auxiliares do primeiro e segundo escalões para lotar a escola onde foi realizado, ontem, na cidade, o seminário Todos por Pernambuco. Na política, uma mão lava a outra.

Lá e lô – Ao devolver ao senador Fernando Bezerra Coelho o controle do diretório do MDB em Petrolina, o presidente da executiva estadual, Raul Henry, deixou setores das Princesas com uma pulga atrás da orelha. É que Henry pode vir a ser apadrinhado por FBC, numa casadinha com Jarbas Vasconcelos, para concorrer à presidência nacional do partido contra Baleia Rossi (SP).

O jogo – Fernando Bezerra se aliou ao atual presidente do MDB, Romero Jucá (RR), para encher o balão de Raul Henry. Alçado ao comando nacional da legenda, Henry daria a Bezerra em troca a presidência estadual do partido. Ninguém confirma, mas é o que rola nos bastidores.

Temor – Em entrevista, ontem, ao Frente a Frente, o prefeito de Itacuruba, Bernardo Maniçoba (PSB), revelou desconhecimento em relação ao projeto do Governo Federal de instalação de uma usina nuclear naquele município. E disse que o assunto deixa a população temerária.

BELO JARDIM – O governador Paulo Câmara disse, ontem, ao ex-deputado Cintra Galvão e seu filho Cecílio, ex-prefeito de Belo Jardim, com quem esteve, que o prefeito Hélio dos Terrenos (PTB) não procura o Governo para selar parcerias e que está disposto, com o grupo Cintra, a levar mais investimentos ao município.

Perguntar não ofende: Quais os motivos não republicanos que levaram Bolsonaro a escolher o procurador geral da República fora da lista tríplice?

Publicado em: 06/09/2019