Coluna desta sexta na Folha

Chegou a hora agá dos infiéis

A novela mexicana na qual se transformou a punição dos dez deputados do PSB que votaram a favor da reforma da Previdência tem desfecho, enfim, amanhã, em Brasília. O julgamento dos infiéis, em processo aberto pelo Conselho de Ética do partido, começa de fato hoje, mas só deve acabar amanhã, a não ser que se chegue a um consenso.

O PSB fechou questão contra as mudanças nas regras da aposentadoria, mas o grupo dos dez, incluindo o pernambucano Felipe Carreras, ignorou e votou a favor, no primeiro e segundo turnos. Eram 11, mas um foi perdoado por ter votado contra no segundo turno. A punição vai de uma simples advertência à expulsão, mas ninguém acredita na segunda hipótese.

Se houver alguma surpresa, ou seja, a degola, no caso de Pernambuco haverá uma grande reviravolta, pois Felipe poderá se filiar a uma legenda de oposição e disputar a Prefeitura do Recife contra o socialista João Campos.

Bem na foto – A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), apareceu em Brasília posando ao lado de vários políticos que não se bicam com o governador Paulo Câmara, entre eles o pedetista Túlio Gadelha, namorado de Fátima Bernardes. Parece ter sido para provocar José e Wolney Queiroz, que não se bicam com Gadelha e torcem o nariz para a pré-candidatura dele a prefeito do Recife.

Ciúme – O Governo olhou enviesado, ontem, para o líder do PSD na Câmara, André de Paula, não engolindo a sua pose de oposicionista ao lado do ex-senador Armando Monteiro Neto (PTB), a quem está indicando à Câmara para receber a medalha do Mérito Legislativo. Pré-candidato a prefeito do Recife, André está, na verdade, de olho no apoio do líder trabalhista.

Rifado – O prefeito de Floresta, Ricardo Ferraz (PRP), anda tão mal das pernas que um dos seus principais gurus, o secretário da Casa Civil do Recife, João Guilherme, primo legítimo, já admite reunir a família para discutir outro nome com mais densidade eleitoral para disputar a Prefeitura. Ali, a favorita é a ex-prefeita Rorró Maniçoba (PSB).com o dobro das intenções de voto.

A razão – O ex-secretário da Casa Civil, Nilton Mota, hoje na Perpart, perdeu o elã na função desde a morte do ex-conselheiro do Tribunal de Contas, João Campos. Seu sonho era assumir a vaga de João no TCE, o que teria sido objeto de um forte aceno do governador Paulo Câmara.

Voltou – Com três pontes de safena e igual número de mamárias no coração, o deputado Danilo Cabral (PSB) voltou a fazer, em ritmo mais lento, caminhadas no Parque da Jaqueira. De licença médica em casa, reassume o mandato em 15 de setembro depois de revisão médica em São Paulo.

ALO, CARUARU! - Estarei, hoje, em Caruaru. Almoço com a direção da rádio Cultura, retransmissora do Frente a Frente na cidade, e às 18 horas apresento o programa ao vivo dos seus estúdios em comemoração aos 61 anos de fundação da emissora. Às 19h30, faço palestra na faculdade Unifavip.

Perguntar não ofende: É justo tirar R$ 2 bilhões a mais do dinheiro da saúde e educação para financiar campanhas pelo fundo partidário?

Publicado em: 29/08/2019