Coluna desta quinta na Folha

Raquel merece mais respeito

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), voltou, ontem, de mais uma peregrinação pelo poder central, em Brasília. Não tenho a menor ideia do tratamento dispensado pelo Governo Bolsonaro a Caruaru, mas se depender do Governo do Estado, Raquel está frita. O pouco que se libera em recursos para o município, em canetadas sem muito entusiasmo na tinta por parte do governador Paulo Câmara (PSB), chega com o carimbo de adversários.

Na terça-feira passada, por exemplo, Câmara convocou os deputados José Queiroz (PDT) e Tony Gel (MDB) para assinarem com ele uma ordem de serviço destinada a um parque ambiental. Já o convite à prefeita, diferente do tratamento dispensado aos parlamentares, seguiu por e-mail.

Como maior autoridade da capital do forró, do País de Caruaru, Raquel, entretanto, teria o direito de receber o convite através de um telefonema, se não do governador, mas pelo menos do secretário da Casa Civil.

Livre e solta – Destaque dos novatos na Câmara dos Deputados, Tábata Amaral (SP), em processo de expulsão do PDT por votar a favor da reforma tributária, só se refere agora ao colombiano Daniel Alejandro Martinez de ex-namorado. Ela foi acusada de tê-lo contratado na campanha e pago R$ 23 mil do fundo partidário, o que não é prática republicana sob o olhar da justiça eleitoral.

Piada eleitoral – Virou galhofa a especulação de que o secretário municipal de Segurança Urbana, Murilo Cavalcanti, seria indicado pelo MDB para compor a chapa do pré-candidato a prefeito do Recife pelo PSB, João Campos. A eleição está muito distante, ele não tem cacife eleitoral e não seria avalizado por Jarbas. O homem forte de Jarbas, hoje, é Fernando Duere.

Deslumbre – O prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PR), anda tão deslumbrado pelo poder que chega ao delírio em rodas de papos com amigos a profetizar que será o “novo Eduardo Campos”. Diz que se reelege fácil e que pode renunciar em 2020 para concorrer ao Governo do Estado com o discurso da renovação. Em política, nunca se deve colocar o carro na frente dos bois.

Mosca azul – Candidato a deputado federal pela Paraíba, seu estado natal em 2014, mas sem se dar bem com as urnas, batendo apenas a casa dos 11 mil votos, o jornalista Evaldo Costa, agora no Arquivo Público, botou na cabeça para disputar um mandato de vereador no Recife.

Certificação – Gravatá, administrada pelo tucano Joaquim Neto, recebe, amanhã, a certificação, pelo Ministério Público, pela comemoração do primeiro ano de adesão ao projeto Cidade Pacífica. É um reconhecimento à realização de ações efetivas de prevenção à criminalidade.

PROTESTO – Diretora da escola estadual Monsenhor Antônio de Pádua, em Afogados da Ingazeira, a professora Nadja Patrícia caiu em desgraça junto ao corpo discente. É acusada pelos alunos de práticas que remetem ao crime de abuso de poder. Até professores estariam sendo maltratados.

Perguntar não ofende: Até quando o natimorto ministro Sérgio Moro vai aguentar ser torrado no caldeirão do inferno palaciano?

Publicado em: 28/08/2019