Aécio: 23 deputados tucanos condenam rito sumário

Às vésperas do caso Aécio, 23 dos 29 deputados do PSDB condenam "rito sumário" na sigla.

(Foto: Wilson Dias)

Da Folha de S. Paulo - Panel
Por Daniela LIma

 

Na tentativa de frear a ofensiva da cúpula do PSDB paulista sobre Aécio Neves (PSDB-MG), aliados do mineiro prepararam um documento, assinado por 23 dos 29 integrantes da legenda na Câmara, contra ritos sumários ou sem lastro no estatuto. A peça não cita nomes, mas será entregue ao prefeito de SP, Bruno Covas, principal patrocinador público do pedido de afastamento do deputado. O próprio Aécio assina o texto. Representação contra ele será analisada pelo PSDB nesta quarta (21).

 Segundo pessoas próximas, Aécio espera que a representação contra ele, patrocinada pelo PSDB paulistano, seja apreciada com celeridade para, em seguida, decidir que rumo vai seguir.

Há uma cobrança pública de Covas e do governador de São Paulo, João Doria, para que Aécio se afaste do tucanato. O mineiro tem dito a aliados que, na marra, não sai.

Publicado em: 21/08/2019