O Rio continua lindo

Seis jovens de favelas morrem no Rio em poucas horas, mas do lado de cá do túnel tudo continua igual

Mariliz Pereira  Jorge – Folha de S.Paulo

Em poucas horas, seis jovens morreram no Rio. Morreram porque eram pobres. Da favela da Grota, da Maré, de Água Santa, da Tijuca, de Bangu. Não há nenhum indício até agora, no entanto alguns foram enterrados acusados de serem traficantes. Mas, aqui do outro lado do túnel, a vida continua igual e o Rio continua lindo.

É um resultado indesejado, disse uma das autoridades. O porta-voz da PM não vê fracasso em operações que terminam com a morte de inocentes. O governador lamenta todas essas perdas e as futuras que possam acontecer. Cara de visão, já nos antecipa que é assim, tragédia diária na parte feia e esquecida da cidade. Mas o Rio continua lindo.

A av. Niemeyer, que liga a zona oeste e sul, está fechada por causa de risco de deslizamento, o que só piora o trânsito caótico. Mesmo assim o carro do prefeito Marcelo Crivella já foi flagrado algumas vezes passando pelo local com batedores. Para que ficar no congestionamento se você pode dar uma carteirada na fiscalização e fazer o trajeto em 10 minutos? A gestão de Crivella é mais uma calamidade, mas o Rio continua lindo.

Publicado em: 15/08/2019