Coluna desta quarta na Folha

FBC acusa Câmara de caroneiro

Líder do Governo no Senado, o pernambucano Fernando Bezerra Coelho (MDB) reforçou, ontem, em entrevista ao programa Frente a Frente, a estocada do presidente Bolsonaro no governador Paulo Câmara (PSB), de que o Estado se apropriou, politicamente, do 13º salário do Bolsa-Família.

Afirmou que o governador fez a promessa na campanha de 2018 para tirar vantagem de uma medida federal, o que, segundo ele, não implica que a União também pague o 13º em Pernambuco. “Os beneficiários no Estado vão receber, na verdade, uma espécie de 14º salário”, garantiu.

FBC entra no bombardeio para se firmar como a principal liderança no Estado aliada ao Governo Bolsonaro. Mais do que isso, o senador, hoje um dos mais influentes defensores da gestão federal no Congresso, mostra que é, também, a principal liderança de oposição a Paulo Câmara, ocupando o vácuo deixado pelo ex-senador Armando Monteiro Filho (PTB).

Tirando do pobre – O presidente do PSB, Carlos Siqueira, também falou, ontem, ao Frente a Frente, sobre a rebeldia dos 11 deputados que votarão a favor da reforma da Previdência em segundo turno. “Eles estão votando contra os interesses da maioria do povo. Mais de 70% dos R$ 900 bilhões que a Previdência vai economizar serão tirados de quem ganha entre um e cinco salários”, lembrou.

Vai ser rápido – À propósito dos processos de expulsão dos 11 deputados do PSB, abertos pelo Conselho de Ética, Siqueira disse que o julgamento caberá ao diretório nacional. Ele não tem ainda a data definida para reunião dos diretorianos, mas prevê que até o dia 20, no máximo, haverá a deliberação. Os rebeldes podem receber uma simples advertência ou a expulsão.

Vergonha – Conforme cantamos a bola, ontem, os vereadores de São Lourenço não resistiram as ameaças do prefeito Bruno Pereira (PTB) e aprovaram, por 10 votos a 3, as contas de 2005 do seu pai, ex-prefeito Jairo Pereira. Oposição, Leonardo Barbosa (SD) vai entrar no MP para anular a votação, alegando que Fabinho Pereira, filho de Jairo, não poderia ter votado.

Arma na mão – O deputado Danilo Cabral (PSB), que implantou quatro pontes de safena, não vai ficar de bico calado no repouso. Presidente das Frentes em defesa do Nordeste e da Chesf, vai bater duro, do seu leito, no presidente Bolsonaro, que mira sua metralhadora contra o Nordeste.

Calamidade – A TV-Grande Rio, afiliada da Globo, mostrou, ontem, numa oportuna reportagem, as dificuldades que o setor do gesso enfrenta com a buraqueira na estrada que escoa o produto, a PE-630, entre Ipubi e Trindade. O Estado diz que está fazendo a licitação para recuperar.

PAULEIRA – O prefeito de Limoeiro, Joãozinho, bateu duro, ontem, no deputado Ricardo Teobaldo, que o acusou de perder verba federal por relapso. “É um mentiroso contumaz, raivoso, perseguidor, falseador de pesquisas, enganador, não merece nosso crédito”, afirmou.

Perguntar não ofende: Quanto o Nordeste deixará de receber em investimentos por causa da cruzada irada do presidente contra a região?

Publicado em: 06/08/2019