Coluna desta terça na Folha

O País cansou de Bolsonaro

Tem algo patológico que acomete o presidente Bolsonaro. Ontem, mais uma vez, ele perdeu o bom senso. Disse que sabia as razões do sumiço e da morte de Fernando Santa Cruz, pai do presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, no ápice da ditadura, em 1974.

Cobrado a dar a dar explicações, afirmou, mais tarde, que Fernando fora vítima dos próprios integrantes do movimento de resistência ao golpe a que pertencia – a AP (Ação Popular). Ora, se ele tem tanta certeza de que não foi o DOI-Codi, caminho investigado pela Comissão de Verdade, e confirmado pela Aeronáutica, que apresente as provas.

E pare, como disse Felipe, “de tratar a perda de um pai como se fosse assunto corriqueiro, debochando do assassinato de um jovem que teve sua vida ceifada aos 26 anos. Seu corpo permanece desaparecido até hoje, sem que seus restos mortais tenham sido entregues à família. O País cansou do lado estúpido e nocivo do chefe da Nação.

Vai ao supremo – Embora tenha nascido no Rio, o presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, se considera pernambucano de sangue genuíno. Sobre o episódio de ontem, ele soltou uma nota de repúdio ao presidente Bolsonaro, mas em seguida desligou o telefone. Até jornalistas internacionais o procuraram, mas se manteve fora do ar. A OAB vai representar Bolsonaro no STF.

Na contramão – Pelas redes sociais, o governador Paulo Câmara lamentou as declarações do presidente da República. “O presidente da OAB foi violentamente agredido de forma grosseira e desumana. O Brasil precisa, cada vez mais, de exemplos que valorizem a tolerância, o diálogo, a solidariedade e a construção. Bolsonaro, lamentavelmente, tem seguido a direção contrária”, afirmou.

Fome em Carpina – O prefeito de Carpina, Manoel Botafogo (PDT), trata os professores da rede municipal de ensino com o maior desprezo. Na verdade, os tem matado de fome. Há três anos, a categoria não sabe o que é reajuste salarial e ontem se rebelou, promovendo uma manifestação ao longo das margens da PE-90. Uma vergonha para uma cidade tão importante.

Cansou – O presidente da Compesa, Roberto Tavares, veste, hoje, o pijama da presidência da Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe). Seu sucessor será escolhido, ao longo do dia, durante a 4ª Assembleia Geral, Ordinária e Extraordinária da entidade, no Recife.

Andador – Líder do PRB na Câmara e presidente estadual da legenda, o deputado Silvio Costa Filho aproveitou o curto recesso parlamentar para vestir a sua bota de sete léguas e peregrinar do litoral ao Sertão. A orientação aos líderes municipais é por candidaturas próprias a prefeito.

MORTO – Se arrependimento matasse, o vereador André Régis (PSDB) já estaria no além. Tudo por causa do título de cidadão recifense que concedeu ao então presidente nacional da legenda tucana e pré-candidato ao Planalto, Aécio Neves (MG). Quando o político está em baixa...

Perguntar não ofende: Quem vai ser a próxima vítima do presidente da República?

Publicado em: 29/07/2019