Pacotão de Guedes: “Caminho da prosperidade”.

Enquanto a equipe de Paulo Guedes (Economia) preparava as regras para a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), empresários da construção trabalhavam em outras frentes, tentando emplacar medidas para desatar o setor após a reforma da Previdência.

pacote de medidas para alavancar a economia após a aprovação da reforma da Previdência está sendo chamado dentro do Ministério da Economia de “Caminho da prosperidade”. O governo vai fazer um ato para lançar a iniciativa.

Entre as propostas está um feirão de imóveis, batizado de “Quinzena da Construção”. O mote seria uma grande liquidação antes da esperada recuperação dos preços. O ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) foi procurado. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, também.

O apressadinho - Os construtores acreditam que Paulo Guedes queimou a largada ao anunciar a liberação do FGTS. A retirada não consta do orçamento do fundo para 2020, enviado ao conselho curador na terça (16). A equipe econômica indica que quer liberar R$ 30 bilhões —quase um terço dos desembolsos do ano passado. (Painel – FSP)

Publicado em: 19/07/2019