Coluna desta sexta na Folha

Felipe pode agregar oposições

As oposições não querem repetir erros do passado e entrar na disputa pela Prefeitura do Recife em 2020 divididas. Há uma tese corrente de que quanto mais candidatos, mais chances de a eleição ir para o segundo turno. O nome governista já está decidido. É o deputado federal João Campos (PSB), que, teoricamente, estaria no segundo turno em função do apoio do prefeito Geraldo Júlio e do governador Paulo Câmara.

Em silêncio, a oposição raciocina com a hipótese de o deputado Felipe Carreras, sendo expulso do PSB, ser levado ao MDB e pela legenda ser alçado à condição de um candidato que teria em seu palanque as duas fatias do MDB – Jarbas e Fernando Bezerra – o DEM, de Mendonça Filho, o PSDB, de Bruno Araújo, o PTB, de Armando Monteiro e, provavelmente, o PSD, de André de Paula. Se o projeto andar, Felipe, que tem votos e prestígio no Recife, se transforma num nome extremamente competitivo.

Vapt, vupt – O presidente do PSB, Carlos Siqueira, esclarece que o processo de punição dos deputados do PSB que votaram a favor da reforma da Previdência, aberto pela Comissão de Ética, não será burocrático nem demorado como noticiamos ontem. Segundo ele, os rebeldes terão 10 dias para apresentar suas defesas. Logo em seguida segue para o relator, que submeterá seu voto ao diretório nacional.

Viagem de férias – O deputado Erick Lessa (PP) estranhou que a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), não tenha sido transparente ao postar nas redes sociais que estava no exterior a serviço, fazendo um curso. “Na verdade, ela está lá com a família e não custaria nada em informar que tirou alguns dias de férias”, disse, ontem, em entrevista ao Frente a Frente.

Só pelo Avante – O presidente estadual do Avante, suplente de senador Valdemar Oliveira, avisa aos prefeitos da base do deputado Sebastião Oliveira que só terão apoio para as eleições do ano que vem se estiverem devidamente filiados ao Avante. “Não vamos investir em candidatos do PL”, adianta, acrescentando que o Avante pretende eleger 40 prefeitos.

Sozinha – Sobre a polêmica da viagem da prefeita de Caruaru, o secretário de Governo, Rubens Júnior, envia documento mostrando que a tucana participa em Washington do curso internacional Program for Public Leaders e que não levou a família. “Lessa mente descaradamente”, diz.

No exterior – Não é só a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, que se encontra nos Estados Unidos fazendo curso sobre gestão pública. O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (sem partido) divide com ela a bancada pernambucana presente em Washington. E diz que está adorando.

BELMONTE – Natural de São José do Belmonte, Karina Rodrigues, esposa do prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), botou tantos outdoors na cidade que muita gente está desconfiada de que ela sai candidata a prefeita. O prefeito Romonilson Mariano (PHS) é, no entanto, osso duro de roer.

Perguntar não ofende: Quem se atreve a fazer as pazes entre o prefeito Geraldo Júlio e o presidente da Compesa, Roberto Tavares?

Publicado em: 18/07/2019