Coluna desta sexta na Folha

Sertão sem plano de estradas

O plano de recuperação da malha rodoviária do Estado, lançado pelo governador Paulo Câmara (PSB) há 40 dias, ainda não chegou no Sertão. Carimbado de “Caminhos de Pernambuco, prevê investimentos da ordem de R$ 505 milhões, contemplando 5.554,5 km de estradas em péssimas situações.

A buraqueira na área sertaneja é generalizada. Por conta de uma ponte que caiu desde outubro do ano passado entre os municípios de Bodocó e Ouricuri, no Araripe, ocorreu, ontem, um grave acidente com um caminhão da Friboi, resultando na morte de duas pessoas. Cidade turística, Triunfo está quase ilhada, segundo o prefeito João Batista (PL), devido ao agravamento do quadro da principal estrada que liga o município a Serra Talhada.

Em Tabira, no Pajeú, estrada e acesso a Água Branca, já na Paraíba, virou pó. A secretária de Infraestrutura, Fernanda Batista, andou pelo Sertão para vistoriar o que não existia: obras de restauração de estradas.

Próximas a zero – As chances do prefeito afastado de Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), de derrubar a sentença no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, são quase nulas, segundo juristas ouvidos ontem pela coluna. Com isso, o mais provável é que a prefeita Nadegi Queiroz prolongue sua interinidade e possa concorrer em 2020 à reeleição no exercício do cargo.

Comendo veneno – O deputado Felipe Carreras (PSB) levantou um assunto preocupante para a sociedade da tribuna da Câmara: o excesso de agrotóxicos indiscriminados usados pelo agronegócio. Segundo ele, só neste Governo cerca de 211 tipos de veneno foram autorizados para uso na produção da safra. “Estão botando veneno na mesa do brasileiro”, alertou.

Expulsão – O presidente do PSB, Carlos Siqueira, está em pé de guerra como senador Jorge Kajuru (PSB-GO), que ignorou a orientação do partido votando pela aprovação do decreto de armas baixado pelo presidente Bolsonaro. Em carta ao político goiano, Siqueira chegou a sugerir que ele pedisse desfiliação da legenda para não continuar gerando constrangimentos.

Olho no Recife? – Deputado de primeiro mandato, o jovem João Campos (PSB) circula de forma tímida e sem alarde pelos corredores da Casa. Recebe cumprimentos, é festejado por uns e aplaudido por outros, mas parece não se sentir confortável com os ares do Salão Verde.

No páreo – Dirigentes nacionais do PDT não querem entendimento com o PSB no Recife em 2020, tanto que na eleição passada o diretório estadual se aliou à candidatura de Maurício Rands (PROS) a governador e não Paulo Câmara. As chances de Túlio Gadelha disputar a PCR são grandes.

SETENTÃO – Ex-prefeito de Araripina e ex-deputado estadual, o empresário Emanuel Bringel (PSDB) está virando setentão e resolveu comemorar com um festão no próximo dia 14, naquela cidade, no Ranho 45, a partir das 10 horas. No convite, a sua marca: “O caceteiro”.

Perguntar não ofende: O que Fortaleza tem de tão atrativo em relação ao Recife para aparecer em primeiro lugar entre os destinos mais procurados do País?

Publicado em: 27/06/2019