Planalto age para preservar Bolsonaro de escândalo

Existe uma preocupação no Palácio do Planalto de ao mesmo tempo dar suporte ao ministro Sérgio Moro e preservar Jair Bolsonaro do escândalo – cujos desdobramentos ainda são impossíveis de antever – da divulgação de diálogos entre o ex-juiz e integrantes da força-tarefa da Lava Jato. Ontem escrevi a respeito desse dilema aqui no BR18, a partir de informações obtidas junto a interlocutores do presidente.

Hoje, o Estadão publica reportagem de bastidores a respeito. O conselho para que Bolsonaro se equilibre e evite se expor defendendo Moro publicamente veio de ministros e militares, informa o texto. Por outro lado, ao aparecer ao lado de Moro em eventos como a condecoração ao ministro e o jogo do Flamengo, Bolsonaro dá uma demonstração de que a confiança nele está mantida.

Publicado em: 13/06/2019