Globo responde ataques de Greenwald

Após sofrer ataques do jornalista Glenn Greenwald, que divulgou mensagens vazadas entre Sérgio Moro e o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, a Globo emitiu uma nota em resposta. O grupo afirma que, antes de Greenwald atacá-la em entrevista para a Agência Pública, o jornalista procurou a emissora para oferecer uma parceria na divulgação da “bomba” contra o atual ministro da Justiça, sem entretanto querer revelar o conteúdo das informações que tinha em mãos.

“Glenn Greenwald procurou a Globo por e-mail no último dia 29 de maio para propor uma nova parceria de trabalho. Ao e-mail do dia 29 de maio seguiram-se alguns telefonemas na tentativa de conciliar agendas (ele estava viajando) para um encontro, finalmente marcado. Ele ocorreu na redação do Fantástico no dia 5 de junho. Na conversa, insistindo em não revelar o tema, ele disse que tinha uma grande ‘bomba a explodir’ e repetiu que queria voltar a dividir o trabalho com a Globo, pelo seu profissionalismo”, diz a nota.  (Estadão – BR 18)

Publicado em: 13/06/2019