De quem? tríplex do Guarujá a procura do dono

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

processo do tríplex contra Lula pode ser anulado, em parte, pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no dia 25, quando será julgado o habeas corpus em que Sergio Moro é acusado de parcialidade.

Uma boa parte da ação, no entanto, deve sobreviver —ainda que Moro seja considerado suspeito.

Nesta hipótese, a condenação será anulada —mas todos os atos anteriores ao recebimento da denúncia por Moro podem ser mantidos. 

A investigação da Polícia Federal e a peça acusatória dos procuradores, assim, subsistiriam. Um novo juiz seria chamado a analisá-las para aceitar ou não a denúncia. Em caso positivo, o mesmo magistrado teria que ouvir novamente as partes e decidir se Lula é ou não culpado. 

A votação, por enquanto, é favorável a Moro: os ministros Cármen Lúcia e Edson Fachin já disseram que ele não é suspeito. Faltam os votos de Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello.

Publicado em: 13/06/2019