Coluna desta quinta na Folha

Estados ficam em maus lençóis

O relator da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara, Samuel Moreira (PSDB-SP), cedeu às pressões dos deputados do Centrão e fez uma maldade com os governadores, deixando Estados e Municípios fora do texto a ser votado na comissão e depois no plenário da Câmara.

Para tentar suavizar o castigo, o relator disse que Estados e Municípios ainda tinham uma brecha, através da apresentação de emendas quando o texto vier a ser apreciado e votado pelos 513 deputados. Se isso não ocorrer, caberão às assembleias legislativas o desafio de fazer o que o Congresso se omitiu.

Custo acreditar, porém, que deputados estaduais tenham coragem cívica para mexer em direitos dos aposentados em ano pré-eleitoral. Do jeito que está, as despesas dos Estados com inativos tendem a ficar administráveis no futuro. Só no ano passado, Pernambuco desembolsou mais de R$ 3 bilhões para cobrir a folha dos inativos.

Olho em 2022 – Em entrevista ao Frente a Frente de ontem, direto de Brasília, a deputada Marília Arraes confirmou que assumiu a vice-liderança do PT na Câmara e que não passa pela sua cabeça entrar na disputa pela Prefeitura do Recife, em 2020. Parece estar mais inclinada e estimulada com o projeto majoritário de 2022, quando tentaria costurar sua candidatura a governadora.

Fórum – O Governo Bolsonaro enviou proposta à Comissão de Orçamento do Congresso garantindo R$ 80 milhões para a construção da sede do Fórum Trabalhista do Recife. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), chegou a segurar o projeto de lei do Executivo, mas depois remeteu à Comissão. Silvio Costa Filho (PRB) é cotado para relator da matéria.

Trégua – O senador Jarbas Vasconcelos (MDB) rompeu o silêncio, ontem, ocupando a tribuna da Casa para propor uma trégua entre Governo e Congresso nas reformas que o País precisa. Citou a reforma fiscal para adequar os setores econômicos e defendeu em seguida um plano nacional para educação. “Não sou nem azul nem encarnado”, ressaltou, com bom humor.

Empréstimo – O plenário do Senado fez a leitura, ontem, do pedido do líder do Governo, Fernando Bezerra (MDB), para remeter à Comissão de Economia o pedido de empréstimo do Governo de Pernambuco ao BID no valor de U$ 37 milhões. O relator será o cearense Cid Gomes.

Pau no PSB – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, deu um chega para lá, ontem, nos governadores que pressionaram aliados para os Estados serem incluídos na reforma da Previdência. Ele se queixou do PSB, cuja bancada fechou questão contra, mas não citou Paulo Câmara.

PETROLINA – Vereador da bancada do PSL na Câmara de Petrolina, Gabriel Menezes teve uma longa conversa, ontem, em Brasília, com o deputado Sebastião Oliveira (PL). Saiu do encontro com a promessa de que terá o apoio de Sebá, como é mais conhecido, ao seu projeto de disputar a Prefeitura.

Perguntar não ofende: O que Túlio Gadêlha está fazendo em Brasília como deputado federal?

Publicado em: 12/06/2019