Jornalista dos EUA e Moro: quem é Greenwald

Após vazamento sobre Lava Jato, jornalista vira alvo de boatos nas redes

Publicações fazem alegação falsa de que Glenn Greenwald e seu marido, o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), foram acusados de "atentar contra segurança pública do Reino Unido"

Alessandra Monnerat - Estadão

É falso que o jornalista Glenn Greenwald, editor fundador do siteThe Intercept, e seu marido, o deputado federal David Miranda(PSOL-RJ), tenham sido acusados de “atentar contra a segurança pública do Reino Unido”. Na verdade, Miranda foi detido em 2013 no Aeroporto de Heathrow, em Londres, com base na lei antiterrorismo britânica. Após nove horas, ele foi liberado sem acusação. Greenwald não estava presente na ocasião.

No domingo, 9, uma reportagem assinada por Greenwald com outros repórteres divulgou mensagens no aplicativo Telegram que teriam sido trocadas entre o ministro da Justiça e Segurança Pública,Sérgio Moro, e o procurador federal da República Deltan Dallagnol. Segundo o site, Moro orientou investigações daOperação Lava Jato quando era juiz da 13ª Vara de Curitiba. Desde então, postagens em redes sociais e no WhatsApp fazem acusações falsas contra o jornalista norte-americano.

Como informou o Estado em 2013, Miranda foi detido no aeroporto britânico após sair de Berlim, onde havia se encontrado com a documentarista Laura Poitras. Ela é diretora de Citizenfour, filme sobre o ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional(NSA) dos Estados Unidos Edward Snowden, que ganhou o Oscar de melhor documentário longa-metragem em 2015. O brasileiro era suspeito de transportar documentos ilegais fornecidos por Snowden.

Leia reportagem completa clicando aolado: Após vazame to sobre Lava Jato, jornalista vira alvo de boatos nas ...

Publicado em: 12/06/2019