Para salvar o Mais M├ędicos

Secretários municipais de Saúde vão pedir que o ministro Luiz Henrique Mandetta reveja determinação que vetou a alocação de profissionais do Mais Médicos em capitais e cidades de grande porte. A cobrança será feita em reunião nesta semana.

O governo decidiu que o programa federal só contemplará regiões de alta vulnerabilidade, o que exclui os maiores municípios do país, como São Paulo. Secretários reclamam, porém, que apesar do IDH mais alto nesses locais, é difícil fixar médicos nas periferias, o que deixa parte da população desassistida.

Outro pleito dos gestores municipais é a regularização de cerca de 2.000 médicos cubanos que eles calculam que tenham ficado no país e, até este momento, estão impedidos de trabalhar. (Folha)

Publicado em: 27/05/2019