Governo oferece bolsas integrais em cursos superiores

O governador Paulo Câmara e o secretário estadual de Saúde, André Longo, lançam, amanhã, às 9h, em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, o edital do processo seletivo para o Programa de Formação do Sistema Único de Saúde (FormaSUS-PE) 2019. As 114 bolsas integrais de estudo, para dez cursos de graduação em Saúde em 15 instituições privadas de ensino, são destinadas para estudantes da rede pública de ensino do Estado, ou bolsistas integrais da rede particular. No evento, que contará com a presença de estudantes já beneficiados pelo Programa, haverá o balanço dos cinco anos do FormaSUS-PE.

A seleção e classificação dos candidatos é feita a partir da média geral do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições ocorrem a partir da próxima quinta-feira (23/05) até 12 de junho pelo site: www.formasus.pe.gov.br. O resultado será conhecido no dia 24 de julho.

As bolsas integrais, estimadas em um valor total de R$ 7,5 milhões, estão distribuídas em instituições de ensino superior localizadas em seis municípios pernambucanos.

Este ano, o FormaSUS-PE ampliou em 10% o número de bolsas disponíveis em cursos superiores, passando de 104 em 2018, para 114. Ao todo, são 12 vagas para cursos de medicina, 73 de enfermagem, 03 de biomedicina, 04 de farmácia, 13 de fisioterapia, 02 de nutrição, 02 de odontologia, 01 de tecnólogo em radiologia, 01 de psicologia e 03 de serviço social. As bolsas integrais são uma contrapartida das instituições de ensino privadas que utilizam a unidades da rede estadual de saúde como campo de estudo e prática para a formação de seus estudantes.

"O FormaSUS-PE surgiu da necessidade de regulamentar a contrapartida, por parte das instituições privadas, à Rede Estadual de Saúde, que oferece mais de 3 mil vagas de estágio curricular obrigatório aos alunos. É nos hospitais e demais serviços do Governo de Pernambuco que esses estudantes se tornam profissionais. Então, nada mais justo que estas instituições ofereçam, como contrapartida, a formação de saúde a jovens cuja renda não permite o acesso, formando mão de obra comprometida com o serviço público”, ressalta o secretário André Longo.

Publicado em: 21/05/2019