PE pode ter arranjo bioeconômico a partir do umbu

Comunidades tradicionais do sertão baiano já potencializam os usos do umbu, um fruto cheio de nutrientes, aquoso e especialmente rico em vitamina C. Em Pernambuco, deverá ser plantada uma floresta de umbu, na Serra do Giz, em Afogados da Ingazeira, por iniciativa de um grupo nacional de cientistas (Ecolume/IPA) com apoio do prefeito José Patriota, presidente da Amupe. Na próxima sexta-feira, no IPA de Ibimirim, o Ecolume fará a entrega de 700 mudas produzidas a gestores da prefeitura de Afogados da Ingazeira. 

Para José Patriota, várias comunidades serão beneficiadas com a iniciativa do Ecolume. “Recebemos alegremente as mudas e apoiamos esta inciativa por fortalecer a Caatinga e valorizar o semiárido com a multiplicação do umbuzeiro, uma planta típica e referência histórica de nosso bioma”, diz. O gestor destaca ainda a sua parceria com o Ecolume diante do objetivo do grupo voltado ao desenvolvimento do agricultor com o do ecossistema.

Publicado em: 21/05/2019