Na crise, apertados, govenadores pedem socorro

Mesmo os governadores mais otimistas começam a ter dificuldades em acreditar que a reforma da Previdência será votada (e aprovada) na Câmara ainda no primeiro semestre deste ano, como planejava inicialmente a equipe econômica de Bolsonaro.

Por isso, muitos governadores, apertados com a crise, querem iniciar a próxima semana pressionando o Ministério da Economia pela liberação de algum socorro financeiro aos Estados, até agora condicionado à aprovação da reforma no Congresso. (Estadão – Coluna)

Publicado em: 21/04/2019