Reforma: fé, sempre pode piorar

Integrantes da oposição ao Planalto na Câmara dizem que, apesar do atraso no cronograma e do enxugamento da reforma da Previdência já na Comissão de Constituição e Justiça, o governo deve considerar que saiu no lucro desta primeira etapa do embate.

Até o acordo com a equipe econômica na noite de quarta (17), a disposição do centrão era a de mexer profundamente na proposta já no nascedouro de sua tramitação. “Foi uma lipoaspiração, não uma lipoescultura. A bichinha [a reforma] segue muito feia”, provoca Orlando Silva (PC do B-SP).

O secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, telefonou para líderes de partidos do centrão nesta quinta (18) e disse que, na segunda (22), vai entregar uma lista com todos os pontos que o governo topou abrir mão na proposta de mudança das regras de aposentadoria.  (Painel – Folha)

Publicado em: 19/04/2019