Bolsonaro em silêncio sobre acusação contra ministro

O presidente Jair Bolsonaro está numa espécie de voto de silêncio sobre as acusações feitas pela deputada Alê Silva (PSL-MG) contra o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. No último final de semana, Alê afirmou ter sido ameaçada de morte pelo ministro em uma reunião com correligionários, no fim de março, em Minas. Ontem, ao retornar ao Palácio do Alvorada depois de visitar Mourão, o presidente parou para fazer fotos com apoiadores, mas não respondeu às perguntas sobre o tema, informou a Folha.

Nem mesmo nas redes sociais o presidente tocou no assunto. A cautela sobre comentar as acusações agora se deve ao fato de que o governo não quer se antecipar sobre o assunto sem que novos desdobramentos aconteçam. A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), que desde que as suspeitas sobre a existência de um esquema de candidaturas laranjas veio à tona pede a ‘demissão’ do ministro, voltou a se posicionar sobre o caso.  “Como é que pode uma situação dessas e o Presidente não tomar providências? Não pode!”, cobrou  no Twitter.

Publicado em: 15/04/2019