O governo e sua capacidade de gerar as prĂ³prias crises

O governo federal tem demonstrado enorme capacidade de produzir suas próprias crises. Mesmo não tendo ainda completado três meses de existência, o governo repete com o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, os mesmos erros cometidos no processo que culminou com a queda de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral da Presidência.

Com Vélez, novamente ocorre o processo de disputa interna e de fritura pública do ministro. Evidentemente, Vélez acrescenta um toque a mais na confusão ao demonstrar um inexplicável apego ao cargo, depois de ter sido exposto negativamente diversas vezes. Pior para o governo, que sofre mais desgaste numa área tão sensível como a da Educação. 

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, informou agora ao BR18 que o ministro Ricardo Vélez Rodríguez permanece à frente do MEC. O ministro da Educação também se manifestou em seu Twitter, seguindo o “script” de bater na imprensa e afirmando que as notícias que sinalizavam que ele poderia ser afastado do cargo teriam interesse em criar uma “atmosfera apocalíptica”.  (Estadão – BR 18 -  V.M)

Publicado em: 16/03/2019