Coluna da quarta-feira

Camaragibe: tumulto, confusão, manobra e um Impeachment iniciado

Por Arthur Cunha – especial para o blog

A sessão plenária na Câmara de Camaragibe que aprovou a abertura do processo de Impeachment do prefeito Demóstenes Meira, ontem, foi uma verdadeira bagaceira (para não usar uma palavra pior). Um circo dos horrores com direito a tudo: manobra regimental; vereador abandonando a reunião para não ter que votar; legislador se trancando banheiro com medo da pressão; parlamentar chorando; outro chamando popular para a briga; militante quase invadindo o Plenário; claque entoando o “Fora Meira”; discursos intermináveis; bate-boca; zoada e muita bagunça – até o famigerado “Lula Livre” rolou.

Ao final, depois de a tumultuada sessão ter encerrado com resultado favorável ao prefeito, o presidente da Casa, Toninho Oliveira, que havia apresentando o pedido de Impeachment, “botou o regimento debaixo do braço” e chamou o procurador-geral da Câmara para ele dizer que, mesmo na condição de presidente do Legislativo, o vereador poderia votar. Foi aí que Toninho abandonou seu posto na Mesa para gritar “sim” e desempatar o placar que estava em quatro a quatro – também tiveram quatro abstenções. Depois do fim do show, o presidente desligou os celulares.

Formou-se uma comissão com três vereadores: Roberto da Loteria (presidente), Délio Júnior (relator) e Léo Família (vogal). Em cinco dias, esse colegiado apresentará um parecer. Em seguida, o prefeito terá 15 dias para apresentar a sua defesa. Só depois é que o relatório da comissão será votado em Plenário. Se a posição for pelo impedimento de Meira, e o conjunto dos parlamentares ratificar o posicionamento, o gestor, então, será afastado, assumindo em seu lugar a vice Doutora Nadegi, que é oposição.

Por meio da assessoria de Imprensa, a Prefeitura de Camaragibe disse desconhecer a “solicitação de Impeachment”, e que nenhum pedido havia chegado ao Executivo municipal. O certo é que o prefeito dificilmente aceitará um resultado negativo vindo da Câmara. Longe de acabar, essa briga só deve ser decidida na Justiça. Até lá, uma coisa é certa: vamos ter muita confusão ainda!

“Cala a boca, Magda!” – Sem base no Congresso, e com dificuldade para aprovar a reforma da Previdência, o presidente Jair Bolsonaro deveria se preocupar com os problemas que seu governo tem pela frente. Mas não! Bolsonaro ainda inventa de elogiar, em público, os dirigentes das ditaduras brasileira e paraguaia. Faça-me o favor, seu Jair. João Figueiredo e Alfredo Stroessner como “estadistas”?! Só falta ele dizer que Hitler foi um grande defensor da paz mundial. “Cala a boca, Magda”!

“Cala a boca, Magda 2” – Não bastasse as besteiras que o presidente fala, vem seu ministro da Educação colombiano querer que as escolas do País lessem o slogan do governo para estudantes. É querer institucionalizar uma ideologia. Está tão errado quanto o PT. De novo, Ricardo Veléz Rodríguez perdeu uma excelente oportunidade de ficar quieto. A culpa não é dele só. É de quem o colocou onde ele está. Também, vai engolir corda de filósofo-guru de internet. É nisso que dá...

Aeroporto do Recife – Em uma articulação do deputado Felipe Carreras, a bancada federal pernambucana se reuniu com o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, e com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para tratar da concessão do Aeroporto do Recife. No encontro, os parlamentares questionaram o modelo de privatização em blocos. Para Carreras, o investimento no equipamento recifense está aquém dos seus concorrentes no Nordeste, a exemplo de Salvador e Fortaleza.

Interdição – A Prefeitura do Recife interditou, de forma provisória, 32 imóveis com risco estrutural, que não podem receber uma quantidade elevada de pessoas durante o desfile do Galo da Madrugada, no próximo sábado. O trabalho de fiscalização vai continuar até o dia do maior bloco do mundo, incluindo aí todo o percurso do Galo.

CURTAS

CAMPANHA – Em Ipojuca, a oposição está pegando vídeos antigos com problemas da cidade para disseminar nas redes sociais e atribuir a culpa à gestão da prefeita Célia Sales. Para tal, estão sendo utilizados influenciadores digitais que chegam na ponta com suas postagens. Pois é, amigos, 2020 já começou! A campanha já está pegando fogo.

CARNAVAL – Oficialmente, o Carnaval de Olinda começa hoje e a Prefeitura ainda não fechou o patrocínio para a festa. A gestão municipal promete que haverá, sim, patrocinador – nos bastidores, a informação é que deve ser a AmBev. A expectativa é que o aporte seja de R$ 5 milhões. Caso a negociação não prospere, a Prefeitura terá que bancar a folia.

INVESTIMENTOS – O prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira, foi o gestor que mais investiu em Saúde e Educação na história recente do município. O petebista aplicou 18% e 28%, respectivamente, nas duas áreas, segundo o relatório de Execução Orçamentária. 

Perguntar não ofende: Vocês acham que ditadores são estadistas?

Publicado em: 26/02/2019